Veja um vídeo de 3 minutos demonstrando como Penetron funciona
 

NESTA EDIÇÃO

Sistemas Penetron® : Penetron Admix Enhanced Shotcrete (PAES)
 
PAES em todo o mundo:
 
SUÉCIA – Túnel KROKSBERG
 
SUÉCIA – Ferrovia BOTNIABANAN
 
ITÁLIA - TÚNEL MEZZASELVA, BOLZANO
 
SUÉCIA – TÚNEIS RODOVIÁRIOS, Estocolmo
 
FATOS RÁPIDOS
O sistema Penetron permite que o concreto respire evitando pressões internas de vapor

 

Uma rede intricada de cristais insolúveis se forma na presença de Penetron® e H2O criando uma vedação protetora permanente
 
Veja a capacidade de vedação de rachaduras de Penetron
 
 
Envie para um amigo ou colega.

 

 

Baixe aqui o Adobe PDF Reader.

 

 

 
 

 

 

Integral Concrete Waterproofing
Notícias da Indústria Penetron®
Júlio 2009

Desde o nosso primeiro newsletter sobre o sistema PAES, em Novembro de 2005, nós recebemos numerosas consultas sobre o seu uso em reparos e para novas aplicações. As grandes respostas e nosso sucesso contínuo em aplicações de concreto projetado, tem-nos propiciado ganhar novos projetos, aplicações e testes para reforçar a eficácia do PAES.

Sistemas Penetron® : Penetron Admix Enhanced Shotcrete (PAES)

A impermeabilização de tunel é freqüentemente feita pelo uso de estruturas de concreto projetado que conduzem a água da rocha para uma sistema de drenagem sub-superficial. O principal problema com esta solução é tornar o concreto projetado impermeável. As infiltrações de água são normalmente causadas por fissuras no concreto projetado, má execução e porosidade no concreto. O remédio tradicional era pulverizar Penetron na superfície do concreto projetado. Apesar deste ser bastante eficiente, exige mão-de-obra e portanto o custo adicional de aplicação. Nos últimos anos, foi encontrada uma solução melhor usando o .

Penetron Admix adicionado ao concreto projetado. O PAES tem sido bastante testado por laboratórios de concreto respeitados. Os testes mostraram que o PAES alcançou o resultado máximo nos testes de gelo/degelo SS (EN)-137244 e reduziram a profundidade de penetração de água sob pressão (Norma SS EN-12390-8) de 21mm na amostra de controle para 7mm no PAES. Os valores de aderência do concreto projetado também aumentaram.

PAES também foi testado em 2008 na CONCREMAT no Brasil de acordo com as seguintes normas:

  • Agregados para concreto – NBR 7211/05
  • Determinação da penetração da água sob pressão – NBR 10787/94
  • Determinação da resistividade elétrica volumétrica – NBR 9204/85
  • Determinação do coeficiente de capilaridade – SAI 162/1
  • Determinação da absorção de água por imersão, índice de vazios e massa específica – NBR 9778/05

Dois tambores metálicos, com vários furos, foram imprimados com uma argamassa cimentícia previamente. PAES foi aplicado em um dos tambores e, no outro, foi aplicado o concreto projetado de controle sem a adição de Penetron Admix. Os dois tambores foram então curados por 5 dias, selados e preenchidos com água. Uma pressão de 2 bar foi aplicada em cada tambor.

PAES
 
Control
 
31/10/2008
 
31/10/2008
 
07/11/2008
 
07/11/2008
 
12/11/2008
 
12/11/2008
 
13/11/2008
 
13/11/2008

Uma avaliação visual mostrou que o tambor revestido com PAES estava 70% seco, enquanto que o concreto projetado de controle do outro tambor estava completamente úmido.

 
PAES em todo o mundo:
SUÉCIA – Túnel KROKSBERG

Aos 110 anos do ÅDALSBANAN, uma ferrovia de 180km que liga a vila de Sundsvall, localizada ao leste da Suécia, com a ferrovia BOTNIABANAN (apresentada logo abaixo) está constantemente sendo reformulada para uma ferrovia de alta velocidade padrão. Nesta bonita paisagem, o projeto inclui 8 novos túneis, com comprimento total de 20 km aproximadamente. Até o momento, 5.000 m³ de PAES™ já foram aplicados no KROKSBERG, que é o primeiro túnel deste projeto revestido com PAES. A ferrovia entrará em operação em 2011.

 
SUÉCIA – Ferrovia BOTNIABANAN


(clique no mapa acima para ampliá-lo)

A ferrovia de BOTNIABANAN, uma linha ferroviária com 250 km e aproximadamente 25km de túneis em construção, localizada a 550 a 800km ao norte de Estocolmo, ao longo da costa do Mar. As especificações de todos os produtos usados neste projeto são extremamente rigorosas e controladas, com preocupações ambientais, sem poluição e nem contaminação da água do solo, todas na lista de alta prioridade. Com uma experiência de 10 anos na Suécia, na impermeabilização de túneis, e, após muitos anos de testes para atender as normas de meio-ambiente, Penetron foi aprovado para demonstrar suas habilidades de impermeabilização neste projeto. Desde então, os túneis tratados com o Penetron tradicional por projeção neste projeto, até novembro de 2005, incluem 3,3km do Askottberget, 2km do Varvsberget, 1,4km do Stranneberget, 1,1km do Kalldalsberget, 1,2km do Hjalta e 0,5km do Oberget. A previsão de início da operação da ferrovia será em 2008. Foi desenvolvido o Penetron Admix especial para concreto projetado (PAES) em 2003 e tem sido testado por 2 anos em seções especiais deste projeto. Os resultados foram cuidadosamente observados e analisados, resultando no uso do PAES em todo o trecho do túnel de Askottberget.

ITÁLIA - TÚNEL MEZZASELVA, BOLZANO

Os engenheiros deste projeto não podiam usar a membrana de PVC, o que abriu as portas para o concreto projetado com Penetron Admix (PAES) neste projeto. Em 2004, o Penetron Admix foi misturado com o concreto na usina de mistura. O concreto projetado foi aplicado em uma espessura média de 10cm.

A aplicação foi de grande sucesso, inclusive acabando com infiltrações em juntas de concretagem..

 
SUÉCIA – TÚNEIS RODOVIÁRIOS, Estocolmo

A construção dos túneis duplos E18 FRÖSVI e do E 18 ULLBRO está atualmente em progresso. A aplicação do PAES começou em fevereiro de 2009 e até então mais de 6.000 m³ de PAES foram aplicados.

PAES é aplicado em uma única camada de concreto projetado via úmida, com uma camada de espessura igual a 150mm. .