Se este e-mail não são exibidos corretamente, por favor clique no link a seguir:
http://www.penetron.com/newsletter/mar13-po.htm
Veja um vídeo de 3 minutos demonstrando como Penetron funciona
 

Dentro desta edição

13° Simpósio Brasileiro de Impermeabilização
 
Biblioteca Guita e José Mindlin – São Paulo – SP
 
GRU Airport – Terminal 3 – Guarulhos - SP
 
Edifício Adelaide – Salvador – BA
 
Arena Grêmio – Porto Alegre - RS
 
Asahi Glass Company (AGC) - Guaratinguetá - SP
 
CBVP – Fábrica de Vidros Planos – Goiana - PE
 
Condomínio Saint James Park – Curitiba – PR
 
Shopping Rio Sul – Rio de Janeiro - RJ
 
Shopping Rio Sul – Rio de Janeiro - RJ
 
Informações para contato
FATOS RÁPIDOS
Os produtos Penetron aumentam significativamente a durabilidade de estruturas de concreto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma rede intricada de cristais insolúveis se forma na presença de Penetron® e H2O criando uma vedação protetora permanente
 
Veja a capacidade de vedação de rachaduras de Penetron
 
 

 

 

Baixe aqui o Adobe PDF Reader.

 

 

 
 

 

 

 

 

Integral Concrete Waterproofing
Newsletter da Indústria Penetron®
Março de 2013

Prezados leitores

A Penetron Brasil vem nesses 6 anos promovendo encontros, apoiando simpósios e congressos e divulgando as soluções de proteção e impermeabilização de estruturas de concreto. É um grande orgulho saber que todo esse trabalho vem acompanhado de uma grande repercussão dentro do meio acadêmico estimulando alunos de engenharia a procurarem assuntos sobre o tema de proteção de estruturas de concreto com sistemas de cristalização capilar integral do concreto. Citamos aqui dois trabalhos de estudantes na época que desenvolveram os seus trabalhos de conclusão de curso (TCC) sobre o assunto “cristalização integral do concreto e hoje já se encontram bem posicionados no mercado de trabalho:

  • “Alternativas Sustentáveis para Impermeabilização na Construção Civil” por Rafael Carneiro Pires da Sociedade Educacional de Santa Catarina – SOCIESC - Instituto Superior Tupy.
  • “Tratamento Químico Cristalizante do Concreto Armado” por Bernardo de Faria Penna da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Nesse newsletter, divulgamos uma das primeiras obras que a Penetron Brasil participou. A Biblioteca Guita e José Mindlin está sendo inaugurada nesse mês após 6 anos de construção.


Maquete virtual da biblioteca

Vejam também, o 13° Simpósio Brasileiro de Impermeabilização, patrocinado pela Penetron Brasil, e novas obras que se beneficiaram dos sistemas Penetron de proteção e impermeabilização por cristalização capilar integral.

Boa leitura a todos!

13° Simpósio Brasileiro de Impermeabilização

Convidamos todos os leitores desse newsletter, engenheiros, arquitetos, estudantes, projetistas e consultores a se inscrever no 13° Simpósio Brasileiro de Impermeabilização, no espaço APAS, em São Paulo, SP, que acontecerá nos dias 10 e 11 de junho.  Neste simpósio, estarão presentes os principais profissionais do segmento e as principais empresas fornecedoras de soluções de impermeabilização para o mercado da construção. Confira a programação das palestras e faça já a sua inscrição através do site www.ibibrasil.org.br/simposio2013.

Biblioteca Guita e José Mindlin – São Paulo – SP

Fotos da fundação da Biblioteca Guita e José Mindlin em 2008

Esse importante acervo de livros sobre o Brasil foi um esforço pessoal de José Mindlin ao longo de sua vida. São 39.000 títulos e 55.000 volumes, em em bom estado de conservação, que estarão a disposição de estudantes e pesquisadores na cidade universitária da USP à partir desse mês. A coleção só se compara a Biblioteca Nacional no Rio de Janeiro e está avaliada em R$ 100 milhões.

O prédio tem 5 andares, com 6.500m2. Conta com dispositivo de acesso por biometria e sistema de câmeras e sensores. Dispõe de controle de temperatura e iluminação para preservar os livros, além de base contra cupim. Em todo o concreto usado nas vigas, blocos e laje da fundação, foi usado Penetron Admix para reduzir a permeabilidade do concreto.


Vista interna da biblioteca.
GRU Airport – Terminal 3 – Guarulhos - SP

Vista aérea do Terminal 3 em construção.

O consórcio formado pela Invepar e pela ACSA (Airport Company South Africa) que opera alguns dos aeroportos mais eficientes do mundo, como o de Joanesburgo, na África do Sul, e o de Mumbai, na Índia, venceu a licitação em 2012 para administrar e operar o Aeroporto Internacional de Guarulhos pelos próximos 20 anos.

Vista da laje de subpressão em execução

Durante este período, o maior aeroporto da América do Sul, por onde passam atualmente cerca de 30 milhões de passageiros por ano, vai receber grandes investimentos em infraestrutura, segurança, novos processos e serviços para seus passageiros e usuários. Até a Copa do Mundo de 2014, o Terminal 3 deverá estar concluído, aumentando a capacidade do aeroporto em 12 milhões de passageiros por ano. Quando todos os investimentos previstos estiverem concluídos, a capacidade total de Guarulhos chegará a 60 milhões de passageiros por ano.

Projeto do Terminal 3 do GRU Airport

Neste projeto do terminal 3, a laje de subpressão do principal prédio do terminal está sendo tratada com Penetron Admix, para aumentar o desempenho do concreto em relação à penetração de água, e com Penebar SW55 para selamento das juntas de concretagem. Ao todo serão 25.000m3 de laje tratada.

Edifício Adelaide – Salvador – BA

A construção de condomínios em locais próximos ao mar apresenta diversos desafios nas etapas de projeto, execução e, mais especificamente, na proteção das estruturas contra a maresia e a impermeabilização das áreas mais baixas como subsolos e poços de elevadores.  O objetivo deste trabalho é apresentar um estudo de caso da impermeabilização de toda estrutura do subsolo do Condomínio Adelaide, em Salvador, BA.


Foto ilustrativa do Edifício Adelaide

Construído praticamente dentro do mar da Baía de Todos os Santos, na avenida do Contorno, o subsolo compõe-se basicamente de uma laje de subpressão, com fechamento lateral de muros de concreto moldado “in loco”. A laje de subpressão é submetida a pressões negativas variáveis, com pressão máxima de 4 toneladas por m2 e altura de maré de até 2,60m. A área da laje de subpressão, que é praticamente igual a área do terreno, é de 2.500 m2. O volume total de concreto é de 630m3.

Para que houvesse uma impermeabilização integral das estruturas do subsolo, foram adotados vários cuidados na etapa de projeto e execução:

  • Execução de estacas raiz, para funcionar como estacas de tração;
  • Planejamento detalhado do processo executivo sob constante rebaixamento do lençol. Foram usados 7 equipamentos de rebaixamento do lençol, que funcionavam 24 horas;
  • Planejamento das etapas de concretagem;
  • Adoção de concretos especiais com baixa permeabilidade com uso do Penetron Admix;
  • Selamento das juntas de concretagem com veda juntas expansivo, Penebar SW55.


Vista do subsolo estanque


Adição do Penetron Admix


Vista da fundação e escavação do subsolo

Instalação do veda juntas Penebar SW55

Arena Grêmio – Porto Alegre - RS

A Arena do Grêmio é considerada como o complexo multiuso mais moderno da América Latina. O Grêmio futebol portoalegrense, em Porto Alegre, é o proprietário desse novo complexo. Além de receber jogos dos campeonatos estadual e nacional, a Arena foi construída para receber grandes shows e eventos. A capacidade total é de 60.000 pessoas.

Ao redor da arena foi construída uma rampa de concreto sobre steel deck para acesso ao interior do estádio. Nesta rampa, o Penetron Admix foi adicionado com o objetivo de aumentar a resistência à penetração de água do concreto.


Vista lateral da rampa tratada com Penetron Admix

Asahi Glass Company (AGC) - Guaratinguetá - SP

Junta de concretagem com duas fitas Penebar SW55 paralelas
No terreno de mais de um milhão de metros quadrados da Asahi Glass Company (AGC), situado em Guaratinguetá (SP), em uma estrutura de 100 mil metros quadrados, abrigará a primeira fábrica da empresa japonesa na América Latina. O custo total da primeira fábrica brasileira da AGC será de R$ 800 milhões.

A planta terá capacidade para produzir 600 toneladas de vidro por dia. E a previsão é de que, até 2016, a fábrica atinja a marca de 220 mil toneladas de vidro produzidas por ano, para a construção civil. Além disso, a AGC deve produzir vidro automotivo para mais de 500 mil carros por ano, até 2016.

Na concretagem da laje do forno, com espessuras da ordem de 1,50m, foi especificado em projeto um selamento especial com um veda juntas hidroexpansivo. A Penetron apresentou a melhor solução com o completo suporte técnico na obra. Nas juntas de concretagem, foram instaladas a fita PenebarSW55 para selamento definitivo contra a passagem de água do solo.


Área do futuro forno da fábrica da AGC

CBVP – Fábrica de Vidros Planos – Goiana - PE

A Companhia Brasileira de Vidros Planos – CBVP será a primeira fábrica de vidros planos do Nordeste e a única do Brasil com capital 100% nacional.  Com início de funcionamento para agosto de 2013, a nova planta contará com uma área construída de 90 mil metros quadrados e terá como principais clientes as indústrias da construção civil, moveleira e automotiva. A empresa projeta um faturamento de R$ 500 milhões/ano e terá capacidade instalada de 900 toneladas / dia onde serão fabricados vidros planos incolores e coloridos, com espessuras que variam de 2mm à 15mm, além de laminados e espelhos. A CBVP utilizará uma tecnologia inédita no Brasil, a L.E.M.™ (Low Energy Melter™), que reduzirá o consumo de energia e a emissão de gases de efeito estufa durante o processo de fusão do vidro.

O volume total de concreto da obra é de aproximadamente 27.500m3. Aproximadamente 1/3 desse volume, usado nas fundações, foi tratado com Penetron Admix. Foram 25 toneladas de adição do Penetron Admix para impermeabilizar toda a fundação.


Foto aérea da CBVP

Condomínio Saint James Park – Curitiba – PR

Neste condomínio de alto padrão, após anos de uso do piso da garagem, o concreto começou apresentar desgaste superficial com muita formação de pó e deterioração do concreto. Frequentemente, o condomínio recorria a manutenções paliativas que geravam custo e desgaste para os moradores. No ano passado, optaram por fazer uma reabilitação dos 3.000m2 de área de piso da garagem. A empresa SULTEC de Curitiba foi contratada para recuperar o concreto e aplicar uma nova camada de material que protegesse o piso e mantivesse um acabamento resistente ao tráfego. Foi aplicada em toda a área a argamassa autonivelante de autodesempenho Penetron Industrial Self Leveling Topping com espessura de 5mm.

Além da reabilitação do concreto, percebeu-se uma valorização da garagem pela limpeza e maior luminosidade.


Preparação de superfície: reparos e detalhes em ralos


Vista do Penetron Industrial SL Topping

Shopping Rio Sul – Rio de Janeiro - RJ

Os estacionamentos de grandes shopping são muito disputados em grandes centros urbanos. Há um desgaste natural do piso em função do tráfego intenso. Por outro lado, é uma porta de entrada para centros comerciais que alojam marcas de grifes famosas e áreas de lazer e deve refletir uma estética compatível o local.

No Shopping Rio Sul, localizado no bairro de Botafogo, 5.000m2 do piso de concreto foram reabilitados com a aplicação da argamassa à base de cimento, autonivelante e de alto desempenho, Penetron Industrial Self Leveling Topping. Depois foi feita uma pintura de epóxi para selamento final.


Vista do Penetron Industrial SL Topping antes da pintura epóxi

Informações para contato:

PENETRON BRASIL LTDA
Rua Abernésia, 810, Bairro Santa Maria
Santo André - SP, CEP 09070-100
Tel: (11) 4991-5278
Fax:(11) 4421-8275
info@penetron.com.br
www.penetron.com.br

As newsletters da Penetron são enviadas a cada dois meses para informar aos leitores da nossa rede sobre as últimas notícias e eventos ocorrendo em todo o mundo. Não deseja mais receber nossa newsletter? Por favor cancele sua assinatura aqui.